Cuidados ao comprar uma banheira

Tudo o que o você precisa saber na hora de comprar sua banheira de hidromassagem

Segurança

Por medida de segurança a banheira deve conter dois dispositivos de sucção. Sucção é o dispositivo pelo qual a motobomba retira (suga) a água contida na banheira e a injeta nos dispositivos de hidromassagem. Essa sucção pode ser expressa como um aspirador – se qualquer parte do corpo interromper (tampar) mesmo que parcialmente esse dispositivo estará recebendo um forte “chupão”. A existência de dois dispositivos fará com que a “carga” seja dividida evitando que partes frágeis do corpo recebam um hematoma.

Sobre o acionador pneumático e/ou eletrônico: certificar-se que a banheira inclui o dispositivo liga/desliga incorporado, pois a falta deste dispositivo obrigará o usuário a instalar um interruptor com blindagem a uma distância segura – o interruptor blindado não poderá ser alcançado pelo usuário quando este estiver dentro da banheira. Por ser pneumático e/ou eletrônico de extra baixa tensão o acionador acoplado à banheira jamais causará choque elétrico nem terá o perigo de um interruptor.

Superfície da banheira

Além da cor, o material que forma a superfície também é responsável pelo brilho e, principalmente, pela impermeabilidade (impede vazamento) da banheira. Assim sendo, é muito importante considerar a espessura e a aderência dessa superfície com o reforço de fibra. Um material pouco espesso como gel coat ou acrílico muito fino (chapa igual ou menor que 2 milímetros) proporcionará um descolamento, isto é, surgimento de bolhas, microfissuras e manchas pretas. O acabamento sempre deverá conter metacrilato.

Aparência e acabamento

Sua banheira deve ter alto brilho, estabilidade de cor, superfície higiênica e isenta de porosidade. A existência de poros provocará absorção de umidade e, consequentemente, o envelhecimento precoce (surgimento de manchas amareladas).

O acabamento, além de conter metacrilato, deverá incluir tratamento contra raios UV. A falta desse tratamento NÃO permitirá que a banheira possa ficar exposta ao sol.

Você também deve checar se o acabamento permite fácil manutenção. A existência de porosidade e a falta de tratamento contra raios UV provocarão o acúmulo de gordura (presentes na pele e nos sais/essências para banho) formando uma “crosta” de remoção quase impossível.

Construção do corpo

O corpo deve ser monobloco e suportado por uma base superestruturada. A espessura do corpo e a base permitirão que sejam efetuadas instalações – sem custos adicionais - autossustentáveis e sem necessidade de um berço de cimento armado.

Confira a espessura do material. O corpo deverá ter capacidade de suportar, sem entortar, a pressão de alguns dedos da mão isto é, deve ter espessura condizente a não permitir microfissuras e trincas.

Uma base superestruturada normalmente é evitada em razão do seu custo significativo - a necessidade de cortar custos impele os fabricantes a evitar os custos que não apareçam tão claramente ao consumidor -, porém é um item extremamente importante. Além de conferir maior segurança, uma base construída como uma colmeia não permitirá que haja troca de temperatura da água contida na banheira com o piso frio, mantendo a água quente por mais tempo.

O conjunto corpo/base deve permitir a instalação de um box. A borda da banheira deve ter espessura suficiente para acomodar o peso de um box e a base da banheira deve ter capacidade para permitir que o usuário possa pisar sem provocar micro-fissuras (início natural das trincas e consequente vazamento).

O piso da banheira deverá ser antiderrapante. Piso totalmente liso é um acelerador de escorregões e causador de sérios acidentes. Também deve ser observado que acentos anatômicos deverão ser evitados quando houver instalação de box (ou ducha) sobre a banheira – neste caso o piso deve ser reto e antiderrapante.

Hidráulica

Você deve verificar se a tubulação chegará completa e se foi pré-testada na fábrica. A falta de qualquer parte da tubulação implicará em adaptação no momento da instalação e dificultará o “balanceamento” da motobomba reduzindo a eficiência da hidromassagem e a vida útil do motor. A inexistência de teste na fábrica vai contribuir, de maneira significativa, para o surgimento de futuros vazamentos, muito difíceis de serem observados antes de causarem um grande estrago.

Lembre-se de observar o diâmetro da tubulação que deve ter passagem para um fluxo e vazão sem estrangulamento. Muito cuidado com tubulação com diâmetro inferior a 40 mm (quarenta milímetros).

A tubulação deverá ser toda em tubos de PVC rígido e curvado a quente. A falta de curvatura obrigará a utilização de conexões que contribuirão para a restrição da passagem da água diminuindo, dessa forma, a vazão e o desempenho dos dispositivos de hidromassagem.

Jamais permitir um circuito hidráulico composto de “mangueira” que irá amolecer e dobrar com a temperatura da água. Os arcos formados pela dobra irão acumular água servida transferido-a de banho para banho.

Hidromassagem

Diferentemente do que se imagina a hidromassagem não é um jato de água jorrando de uma mangueira em direção ao corpo. A hidromassagem consiste em obter-se ar da superfície e, no interior do dispositivo de hidromassagem, mais precisamente no venturi, introduzir uma bolha com esse ar, no fluxo da água. Ao chocar-se com o corpo ocorrerá a explosão da bolha de ar originando a hidromassagem.

Uma hidromassagem perfeita deve incluir um equilíbrio balanceado entre a quantidade de dispositivos, diâmetros de tubulação hidráulica e de ar, tudo compatível com a capacidade do rotor e do motor da motobomba. Um número muito pequeno de dispositivos (três, por exemplo) exigirá que o corpo “deva procurar a hidromassagem” em vez dee beneficiar-se da “localização” de uma quantidade ideal de dispositivos de hidromassagem (no mínimo quatro, preferivelmente mínimo de seis) nos pontos estratégicos da banheira.

Uma hidromassagem será considerada ideal quando puder contar com dispositivos de hidromassagem que atinjam, de maneira uniforme e contínua, as áreas da coluna dorsal, quadris e coxas. Essas regiões são consideradas ideais por serem as mais suscetíveis ao stress da dor e à incidência da celulite.

A banheira deverá conter um dispositivo para controle da admissão do ar, já que pessoa com peles muito sensíveis, com a incidência de um fluxo não proporcional de ar, receberão um incômodo em vez da hidromassagem.

Ligue ou envie um e-mail

Para falar conosco mande um e-mail para vendas@banheirastrevi.com.br ou ligue para (11) 2118-7070 de segunda a sexta das 9h às 17h.

Faça uma visita

Você também pode fazer uma visita à nossa fábrica, na cidade de Itu. Temos um showroom na fábrica onde é possível conhecer nossos modelos.

São apenas 80 quilômetros de São Paulo, 15 quilômetros de Sorocaba e 30 quilômetros de Campinas.

O endereço é: Marginal Emicol, 550, Itu, São Paulo. (Clique para ver o mapa)


Peça um orçamento e tire suas dúvidas via WhatsApp: (11) 98448-3534

Parcele suas compras em até 4 vezes sem juros com PagSeguro UOL